quinta-feira, 29 de outubro de 2009

A Bíblia nunca se engana


A Bíblia, segundo os crentes, é para ser tomada a sério, não é uma obra de ficção, como pretendem alguns, e a maioria dos cristãos não faz segredo disso.
5. Cremos na inspiração divina e total das Escrituras Sagradas, na Sua suprema autoridade como única e suficiente regra em matéria de fé e de conduta e que não existe qualquer erro ou engano em tudo o que ela declara.
Pelo menos, no portal evangélico, aqueles cristãos chamam os bois pelos nomes: tudo é inspiração divina, a Bíblia não tem qualquer erro ou engano, é a suprema autoridade, em matéria de fé e de conduta. Os católicos, e os judeus, dizem isso e o contrário, quando lhes convém. Os primeiros, de qualquer maneira, não lêem a Bíblia, ficam muito admirados quando se lhes aponta algum extracto ipsis verbis, por exemplo, da livro de Josué. E também não vão ler o livro de Saramago, aliás bastante mais moderado do que as afirmações que o autor tem produzido.

2 comentários:

  1. Seu herege... A verdade é o que esta na Biblia interpretado pelo Papa. Nao podes ter a liberdade de interpretar como quiseres! Mas isto é a Igreja Luterana ou que???

    ResponderEliminar
  2. A Igreja Luterana faz parte da Aliança Evangélica Portuguesa, suponho. E Martinho Lutero foi tanto ou mais contundente na condenação de Galileu por ter posto em causa que o Sol andava e a Terra estava parada, como decorria daquela passagem da Bíblia. Pelo que a ideia de que os protestantes são mais "liberais" do que os católicos é capaz de ser um bocado exagerada. O Saramago trata disso, e bem, no "In nomine Dei".
    O Miguel Sousa Tavares, no Expresso, nota que nenhum Bispo Católico vai decretar contra Saramago uma "fatwa" por causa do Caim, como os ayatollahs fizeram contra Salman Rushdie por causa dos Versículos Satânicos. E é verdade. E é de justiça reconhecer que a Inquisição católica terminou há 200 anos, a Inquisição muçulmana continua. Se isso pode servir-nos de consolação...

    ResponderEliminar